Direção faz ação de sensibilização com coelbanos não sindicalizados

Direção faz ação de sensibilização com coelbanos não sindicalizados

Um sindicato vencedor se faz de várias formas. Uma delas é aproximando cada vez mais a sua base das decisões e ações que realiza. Isso mantém uma sinergia entre os trabalhadores e a sua entidade representativa. Na última sexta, 06, a direção do sindicato pegou de surpresa os coelbanos que foram até a sede do Sinergia para realizar a negativa da taxa assistencial. Antes de entregar o formulário, os diretores e funcionários solicitaram alguns minutos para realizar uma breve explanação sobre como a entidade fez para alcançar um dos melhores acordos na parte econômica entre todas as categoria de trabalhadores no país.

Foram mostrados os custos do sinergia com os deslocamentos, já que a campanha é em âmbito nacional com a sede da Neoenergia no Rio de Janeiro, além de reuniões constantes em outras cidades do Nordeste; Os investimentos para modernizar a comunicação, levando transparência e, até, informação em tempo real. A mobilização nas bases do Estado, com visitas periódicas dos diretores nas cidades, além de toda infraestrutura e logística que uma campanha salarial exige.

Os trabalhadores do Sinergia também participaram do bate papo. Eles mostraram como as atividades são  realizadas internamente e, até, a difícil situação financeira que a entidade atravessa com o fim do imposto sindical e diminuição da receita provocada pelos diversos  desligamentos por aposentadoria que estão sendo realizados principalmente na Chesf.  Os diretores complementaram explicando como as mudanças impostas pela reforma trabalhista colocaram os sindicatos em uma situação financeira dificílima. O Sinergia sobrevive heroicamente nesse cenário.

Ao levar essas informações, os dirigentes também responderam os questionamentos de coelbanos que não sabiam dessa situação e, mais que isso, acreditaram em boatos maldosos, como o de que o valor da taxa era exagerado, quando na verdade  corresponde a 2% do salário base, limitado à R$ 100,00 para os maiores salários. A maioria dos coelbanos contribui, em média, com apenas R$ 30,00, valor é praticamente irrisório para quem recebeu, por exemplo, um abono total de 2.250,00 (Abono+Gift Card), mas importante demais para a saúde financeira do Sinergia.

Lembramos que ao negar a taxa assistencial o trabalhador enfraquece o a própria luta, já que diminui a capacidade de organização da sua entidade representativa.

A ação do Sinergia teve impactos positivos. Os feedbacks recebidos demonstram que os coelbanos aprovaram a iniciativa da Direção. A reflexão sobre a importância de todos estarem unidos para o fortalecimento da luta em prol dos trabalhadores foi também algo constatado, resultando na redução da negativa da taxa e em algumas filiações.

Os nossos parabéns a todos(as) diretores(as), funcionários(as) do Sinergia que participaram dessa ação. Mas o nosso abraço vai para cada coelbano que se permitiu ao novo e reconheceu a força e luta da sua entidade. O nosso muito obrigado! Juntos sempre podemos mais!!!!

Confira alguns momento do nosso bate papo como coelbanos    

 

3 Comentário

  1. Na próxima campanha salarial Coelba colocar uma cláusula de quem não é sindicalizado não ter direito aos benefícios a serem adquiridos pelo sindicato l. Simples e objetivo.

  2. A ação provocou algum efeito, pelo menos sobre os que mudaram de ideia. Particularmente já sou convencido da necessidade de custearmos a nossa luta, entretanto o convencimento dos que já não são associados deve se dar por atos mais GERAIS, como (prévios) orçamentos de campanha com o detalhamento possível. Outro aspecto que podemos e devemos repensar é que NÃO SE PEGA DE SURPRESA QUEM ESTÁ EXERCENDO REGULARMENTE OS SEUS DIREITOS. No restante, podemos dizer que a ação (que apesar de parecer proativa não foi, pois deveria ter sido exercida por outros mecanismos e em outros momentos que não o da suposta “SURPRESA”) teve algum efeito positivo, afinal creio que pelo menos um deles pode ter mudado de ideia.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*