Sinergia realiza nova rodada com a CS

0
199

Sindicato vem tentando construir um ACT com avanços para os trabalhadores

Foi realizada nesta terça, 05, mais uma rodada de negociação entre a CS e o Sinergia para construção do ACT dos trabalhadores. Este é o quarto encontro em que o sindicato cobra avanços efetivos da direção da CS, que mantém uma postura recuada nas negociações.
Vale salientar que a pauta foi entregue no mês de novembro/18 e que as negociações só tiveram início após intensa cobrança do Sindicato.

Na rodada de ontem, 05, após uma grande cobrança da bancada sindical, a empresa sugeriu antecipar o percentual de 2,5% do salário base, retroativo à novembro/18, pagando esta diferença juntamente com todas as parcelas recebidas (hora extra, 13º salário, férias, etc.) até o dia 15/02/2019. 

A empresa se comprometeu em retomar as negociações da pauta do ACT e as demais discussões tão logo seja concluído a licitação com a Coelba. Após a proposta ser apresentada, os negociadores presentes do Sinergia José Barreto, Mario Bomfim e a companheira Josy), avaliaram a proposta e entenderam que ela não correspondia as expectativas da categoria.  

A bancada sindical deixou clara a posição de que a proposta feita pela CS não atende os anseios dos trabalhadores, mas numa demonstração de sensibilidade para garantir avanços futuros e não penalizar ainda mais os trabalhadores pelo atraso da empresa no reajuste e demais itens, iria flexibilizar a posição e atender o pedido de antecipação proposto pela empresa.

A reunião foi finalizada com uma Ata, constando a manutenção da data base (novembro) e o compromisso de fazer um aditivo da antecipação salarial e demais itens acordados. Registrou-se que o INPC de novembro deu 4%.

O Sindicato deixa claro que, caso as negociações não avançarem, após o término do processo licitatório com a Coelba, será avaliado com a categoria a solicitação de intermediação do MPT (Ministério Público do Trabalho) ou da SRTE (Superintendência Regional do Trabalho e emprego).

Escreva seu comentário