Sinergia realiza reunião com operadores da Chesf

1
412

A nova direção do Sinergia iniciou os trabalhos com todo gás. Na última semana, os novos dirigentes sindicais realizaram uma reunião com os Operadores da Chesf, que atuam em Salvador  e região metropolitana.

Segundo Julia Margarida, diretora do Sinergia, o sindicato fez o convite para os operadores com o objetivo de saber as demandas dos trabalhadores dessa área. “Dentro da nossa gestão  firmamos o compromisso de estreitar os laços com as bases. Eles foram convocados primeiro por termos recebidos, por meio de redes sociais, as primeiras demandas, tão logo a nossa chapa foi eleita e como os operadores tem a particularidade do turno, o que muitas vezes dificulta a participação deles em assembleias, resolvamos convidá-los para debater essas questões na sede da entidade”, explicou.

Durante a reunião, que teve também a presença dos diretores Rafael Oliveira e Erisvaldo Pinheiro, foi explicado como funciona a estrutura sindical e a relação com as nossas Federações e Central (FRUNE, FNU, CNU e CUT), além da representação de base e os coletivos de representação. Após esclarecer como funciona a estrutura sindical, os dirigentes passaram informes sobre as negociações do nosso ACT e o andamento das ações contra a privatização.

Demandas da Operação da Chesf – Salvador e Região Metropolitana – As questões específicas dos operadores foram debatidas neste encontro. De um modo geral, as mais relevantes foram as que tratam da Unificação CROS e SE-PTU, o turno de 08h, além do efeito da TeleAssistência.  O dirigentes ouviram atentamente e informaram que algumas dessas demandas já estão sendo encaminhadas para discussão junto com a Chesf. “Vamos priorizar essas questões e tentar encontrar uma solução junto com a empresa”, afirmou Rafael Oliveira.

Essa foi nossa primeira reunião setorial da nova gestão. Na avaliação da direção do Sinergia, este é um momento importante de reaproximar os trabelhadores da sua casa. A reunião foi considerada extremamente produtiva. Serviu para informar as ações do sindicato e intensificar as demandas dos operadores.

O próximo encontro deve ocorrer após a primeira quinzena de julho. Antes, porém, o Sindicato vai realizar uma reunião com os trabalhadores que atuam na Usina de Funil. “Este é modelo de gestão com atuação mais próximo da base. Queremos manter essa iniciativa durante o mandato e ampliar a força de atuação do sindicato para os enfrentamentos que teremos”, finalizou Julia.

 

1 Comentário

  1. OK! BOM DIA, EXCELENTE INICIATIVA, PRECISAMOS MACIFICAR ESSE DEBATE EM TODAS AS REGIONAIS, COM OS TRABALHADORES ( AS ) ENVOLVIDO NESTA AREA.

Escreva seu comentário