Agora foi que deu: É proibido falar!

1
132

Já vimos muitas coisas esdrúxulas na Coelba, mas essa superou o nível de coisas absurdas. Em Barreiras, o presidente da empresa iria fazer uma reunião com os trabalhadores. Até aí tudo certo. Curioso foi a orientação de alguns gestores de proibir qualquer pergunta ou questionamento dos trabalhadores ao presidente da empresa. Isso mesmo. A lei da mordaça na Coelba.

Como uma empresa pensa em ser referência no setor elétrico se sequer permite que seu mais valioso patrimônio, os trabalhadores, não possam interagir com a direção da empresa? É a Lei do terror levada à risca. Coisas da Coelba!

1 Comentário

  1. mas isso já vem acontecendo porque o presidente anterior e em uma das palestras ao fazer uma pergunta retiraram o microfone. Imagine agora com os jovem e esse terror implantado na Coelba.

Escreva seu comentário